As tecnologias de análise de dados surgiram na década de 1950, mas somente nos últimos anos passaram a ser uma ferramenta estratégica para empresas que pretendem tornar os seus processos mais eficazes. Hoje, por meio de softwares baseados em Big Data, analistas de vendas, gestores e líderes empresariais podem utilizar informações coletadas em várias fontes para tornar os seus processos e abordagens de mercado mais eficazes.

Nesse cenário, já podemos encontrar um conjunto de sites, serviços e aplicativos que fazem uso do Big Data para criar uma experiência de uso mais dinâmica e em sintonia com os gostos do usuário. Informações coletadas em redes sociais, históricos de navegação, uso de apps, registros financeiros e fontes offline auxiliam na melhora contínua de algoritmos de análise de dados, os tornando mais precisos e capazes de gerar insights mais lucrativos.

Mas o Big Data é mesmo indispensável para a sua empresa? Descubra no texto de hoje!

Como o Big Data funciona

As soluções de Big Data tornaram-se populares nos últimos anos com o reconhecimento de várias empresas dos ganhos que a análise de dados pode proporcionar. Uma ferramenta de Big Data tem como principal objetivo coletar, processar e analisar grandes quantidades de informações, com baixo custo e alta eficiência.

Sendo altamente integradas a sistemas corporativos, tais ferramentas podem ser utilizadas para a criação de abordagens de mercado mais eficazes. Dessa forma, a empresa poderá criar serviços voltados para os seus usuários e ampliar a sua capacidade de resposta a mudanças.

Criando novas oportunidades de negócio

Ferramentas de Big Data devem ser pensadas como um canalizador de melhorias internas. Feito da forma correta, a criação de estratégias baseadas na análise de dados levará a empresa a um novo portfólio de serviços, mais competitivo e atraente para o consumidor. Nesse sentido, a empresa deve planejar a escolha de um bom conjunto de sistemas de coleta, armazenamento e processamento de informações, tanto as originadas de meios digitais quanto físicos.

Integradas, essas soluções poderão ser levadas para vários setores de uma empresa. Integrando várias operações, as análises serão mais precisas e poderosas. Consequentemente, os analistas conseguirão identificar padrões e tendências mais rapidamente.

Os custos também serão reduzidos. Entendo melhor como as estruturas internas da empresa funcionam, os gestores podem implementar políticas operacionais mais eficazes e com maior grau de automação.

Integrando dados e otimizando serviços

Nos próximos anos, as soluções de Big Data continuarão sendo vistas por gestores de TI como uma ferramenta estratégica. A análise de dados será mantida como uma forma eficaz de identificar padrões de mercado, prever mudanças no mercado e otimizar todos os aspectos da cadeia operacional de um negócio.

O portfólio de serviços passará a atender melhor às necessidades de consumidores e parceiros comerciais. Nesse cenário, uma abordagem de serviços voltada para a análise de informações permitirá que empresas atinjam novos mercados e otimizem as suas estratégias operacionais. Da mesma forma, a capacidade da empresa responder às mudanças no cenário econômico será maior, o que impactará positivamente no grau de competitividade de toda empresa.

Para tornar todas as informações de uma empresa uma fonte de novas oportunidades, os gestores devem priorizar o alinhamento dos negócios com as fontes de dados. Dessa forma, os registros utilizados irão causar um impacto real na forma como a empresa lida com os seus negócios e as suas parcerias comerciais.

Agora é a sua vez: você já utilizou uma ferramenta baseada em Big Data? Conta pra gente como foi a experiência!

Leandro Guimarães
Leandro Guimarães é o fundador da Know Solutions e trabalha com Business Intelligence desde 2009. Possui amplo conhecimento em Modelagem Dimensional, Data Warehouse e na plataforma Pentaho.

Foi aluno de Ralph Kimball, maior referência mundial no assunto, no curso de Modelagem Dimensional realizado pela Kimball University, em Estocolmo – Suécia.

Já ministrou diversas palestras sobre o tema e atualmente mantêm o blog da Know Solutions, com referências sobre Business Intelligence.

Pós Graduado em Gestão de Projetos de Software pela PUC – Paraná. Trabalhou durante 7 anos na empresa Siemens onde participou de projetos em diferentes países.