Já imaginou se a sua empresa fosse capaz de prever o futuro? Essa seria uma vantagem e tanto, concorda? Assim, seria possível se antecipar às necessidades dos clientes e ser muito mais certeiro na criação e desenvolvimento de produtos e serviços. E se eu lhe disser que existe uma ferramenta que pode ajudar nesse quesito? É a análise preditiva!

Logicamente, essa ferramenta não é uma bola de cristal. No entanto, é uma solução que tem sido adotada por empresas dos mais diversos segmentos para solucionar problemas e inovar.

Quer saber o que é análise preditiva? Continue a leitura e descubra também como é o seu funcionamento e quais são os seus benefícios.

O que é análise preditiva?

A quantidade de dados gerados diariamente é absurda. Além da expansão dos meios tradicionais de comunicação como o rádio, TV e jornais, temos o crescimento da internet banda larga, dos smartphones (que já são usados por mais da metade da população) e do IoT (internet of things, ou internet das coisas).

A análise preditiva ocorre ao se utilizar essa gama de dados disponível para antecipar tendências de mercado e otimizar processos. Para tal, ela se aproveita de ferramentas como a cloud computing, machine learning, algoritmos e tecnologias de memória.

Com base nos dados históricos, são criados modelos capazes de prever algo novo ou diferente e, assim, facilitar a tomada de decisões para garantir o sucesso dos negócios.

As suas principais capacidades são:

  • apontar tendências;
  • antecipar comportamentos;
  • discernir as necessidades dos clientes;
  • tomar decisões baseadas em dados concretos;
  • melhorar a performance dos negócios.

Como é o seu funcionamento em diferentes áreas?

Diante de tantos benefícios, não é difícil entender por que, cada vez mais, diferentes áreas de negócio estão adotando esta estratégia. Confira abaixo algumas delas.

Saúde

A análise preditiva pode ser aplicada de diversas formas no campo da saúde e medicina. A primeira delas é a melhora na gestão hospitalar, pois, com a sua utilização, é possível otimizar a distribuição e organização dos recursos, além de poder controlar melhor os pacientes.

Outra aplicação se dá na prática da medicina personalizada. Com os dados em mãos, é possível identificar hábitos, genética e perfil clínico dos pacientes. O cruzamento desses dados cria correlações e otimiza as ações para prevenir, diagnosticar e tratar as doenças.

Marketing

Você conhece a fundo o seu público? Essa é uma das principais formas que o time de marketing aproveita a análise preditiva. Essa ferramenta ajuda a compreender em detalhes os clientes, além de mostrar para a organização qual o seu público ideal.

Por mais que as pesquisas sejam importantes, elas não são suficientes. Para chegar a resultados mais profundos, são analisados os atributos dos consumidores, seus desejos e as tendências de mercado.

Assim é possível segmentar o público e conversar “individualmente” com cada cliente, ou seja, moldar a sua comunicação e entregar apenas o que é relevante para cada um, aumentando de forma considerável as chances de conversão.

Financeira

O mercado financeiro é outro que tem tirado grande proveito da análise preditiva. Embora alguns considerem importante ter o feeling (sentimento, intuição) ao realizar um investimento, quando se trata de finanças, deixar a emoção responder pode acarretar grandes prejuízos.

Por isso, praticamente todas as corretoras oferecem os “robôs” de investimento, que utilizam os diversos dados das empresas (como as informações do balanço, preço da ação etc) e do mercado (taxas de juros, inflação, taxas de crescimento, outros investimentos, entre outros) para sugerir as melhores aplicações.

No Brasil, já existem diversas startups, conhecidas como fintechs, que têm foco nesse tipo de negócio. Seus resultados têm se mostrado bastante expressivos.

Quais os benefícios em aplicar a análise preditiva?

Agora que já entendemos o que é a análise preditiva e como ela pode ser utilizada nos mais diversos campos, vejamos os principais benefícios de sua aplicação.

Detectar problemas com antecedência

Segundo Falconi, um dos principais consultores de gestão do país, existem o problema bom e o problema ruim.

  1. Ruim: quando ocorrem desvios da rotina, como defeito de um equipamento, acidente etc.
  2. Bom: quando não se está satisfeito com os resultados atingidos e busca-se formas para melhorar.

Em ambos os casos, a análise preditiva ajuda a empresa. No primeiro, pode ser usada para avaliar o histórico do problema, identificar a causa raiz e facilitar o plano de ação para resolução.

No segundo caso, ela pode ser ainda mais vantajosa, pois a ferramenta pode ser utilizada para fazer benchmarks (se comparar com a concorrência), identificar os pontos fortes e fracos e muitas outras medidas para facilitar a mudança desejada.

Otimizar campanhas

Ao utilizar o modelo preditivo, é possível identificar diversos padrões e motivadores de compra. Dessa forma, é possível criar campanhas para grupos que tenham as mesmas características, como jovens noivas que estão prestes a casar, possuem uma mesma condição social e procuram produtos para a festa de casamento ou para a decoração da casa.

Ainda é possível entender quais músicas, séries, filmes e eventos mais engajam o seu público e, a partir disso, criar parcerias e produtos personalizados. Além disso, sua empresa pode desenvolver uma comunicação mais efetiva, criando um relacionamento duradouro e fidelizando o cliente.

Garantir a segurança

Depois dos colaboradores, a informação é um dos pontos mais importantes para as companhias. Garantir a proteção dos dados é fundamental, principalmente para as pequenas empresas, que não têm muito capital para se reerguer diante de ataques.

Diferente de uma segurança tradicional, que só considera as informações conhecidas, a análise preditiva considera o desconhecido, levando em conta os padrões estabelecidos. Dessa forma, está muito mais protegida conta os malwares.

Melhorar processos e operações

Ficar atento às tendências de mercado e identificar pequenas mudanças rapidamente pode ser o grande diferencial para aproveitar oportunidades, melhorar rapidamente os processos e tornar mais eficientes as operações.

Reduzir riscos

Todos os processos têm os seus desafios e chances de insucesso. No entanto, quanto menor a ameaça, maiores as chances de sucesso de um negócio ou projeto. A aplicação de modelos preditivos pode ser aplicada para identificar riscos internos e aumentar a taxa de sucesso, como determinar o grau de risco de inadimplência de um cliente.

Agora você já sabe o que é análise preditiva, como funciona e quais os seus principais benefícios. Certamente, eles darão à sua empresa uma grande vantagem competitiva e ajudarão você a ter melhores resultados e clientes satisfeitos.

Gostou do conteúdo? Quer saber mais como a análise preditiva pode ajudar o seu negócio a crescer? Assine a nossa newsletter e receba em seu e-mail nossos conteúdos!

Leandro Guimarães
Leandro Guimarães é o fundador da Know Solutions e trabalha com Business Intelligence desde 2009. Possui amplo conhecimento em Modelagem Dimensional, Data Warehouse e na plataforma Pentaho.

Foi aluno de Ralph Kimball, maior referência mundial no assunto, no curso de Modelagem Dimensional realizado pela Kimball University, em Estocolmo – Suécia.

Já ministrou diversas palestras sobre o tema e atualmente mantêm o blog da Know Solutions, com referências sobre Business Intelligence.

Pós Graduado em Gestão de Projetos de Software pela PUC – Paraná. Trabalhou durante 7 anos na empresa Siemens onde participou de projetos em diferentes países.