O BI (Business Intelligence) é uma excelente ferramenta para extrair as informações que são efetivamente as mais estratégicas para o seu negócio e direcionar o seu planejamento. Entretanto, isso só é possível se tudo estiver bem calibrado e ajustado.

Confira se este é o seu caso e veja algumas dicas que separamos para melhorar o funcionamento do BI na sua empresa.

Saiba garimpar as melhores informações

Um erro muito comum cometido por alguns gestores é somente utilizar seus sistemas de gestão para montar uma coleção infindável de informações, caminhando na contramão do funcionamento e da lógica do BI. Essas toneladas de números não servirão para outra coisa a não ser confundir sua equipe em vez de esclarecer.

A inteligência de negócio não está em juntar dados, mas sim em produzir informação consistente e relevante. Essas informações são a síntese de todo o panorama geral. Por isso, avalie o que realmente precisa saber e faça por onde o seu BI trazer essas informações. Não perca tempo avaliando outros números que não sejam os seus objetivos, eles somente irão te confundir.

Utilize painéis de controle

Nada mais confuso e demorado para ser analisado do que tabelas cheias de números, especialmente se estes números forem muito grandes. Em vez disso, seja prático e estruture seus relatórios em bons painéis de controle.

Gráficos são excelentes formas de visualizar e interpretar dados. Além de serem menos cansativos, eles podem ser lidos de maneira rápida, deixando também as projeções mais intuitivas.

Outra dica importante neste ponto é utilizar estruturas simétricas para comparação. Não vá avaliar, por exemplo, escalas de tempo diferentes sem ajustar a proporção. Do contrário, poderá cometer grandes erros de interpretação.

Centralize seu BI

Outro erro comum dentro das empresas que utilizam ferramentas de BI é achar que esse ambiente cabe somente ao pessoal do TI. Se a sua empresa pensa assim, melhor rever seus conceitos.

A função do Business Intelligence é recolher dados que circundam a operação e o mercado da empresa, processar e oferecer conteúdo útil de maneira rápida e eficiente. Essas informações produzem impacto em todas as áreas da empresa e é por isso que os resultados não podem ficar retidos no TI.

Algumas grandes empresas, como a IBM, têm se esforçado para criar centros de inteligência e, mesmo se a sua empresa não for muito grande, vale a pena pensar nessa estratégia.

A sugestão é montar um grupo interdisciplinar (o menor possível) com representantes dos setores que integram sua empresa. Este grupo será responsável por definir quais as informações serão buscadas pelo BI. Ele também estará encarregado por melhorar o funcionamento do BI, ajudar a interpretar os relatórios que chegarem e repassar o que for importante para cada setor.

Dessa maneira será possível criar alguns modelos enxutos e replicáveis para subáreas à medida que sua estrutura cresce, sem perder a unidade do planejamento.

Fique atualizado sobre o mundo dos negócios, tendências e as melhores práticas do mercado por meio de nossa newsletter. Assine agora e tenha todo esse conteúdo com o máximo de comodidade!

Leandro Guimarães
Leandro Guimarães é o fundador da Know Solutions e trabalha com Business Intelligence desde 2009. Possui amplo conhecimento em Modelagem Dimensional, Data Warehouse e na plataforma Pentaho.

Foi aluno de Ralph Kimball, maior referência mundial no assunto, no curso de Modelagem Dimensional realizado pela Kimball University, em Estocolmo – Suécia.

Já ministrou diversas palestras sobre o tema e atualmente mantêm o blog da Know Solutions, com referências sobre Business Intelligence.

Pós Graduado em Gestão de Projetos de Software pela PUC – Paraná. Trabalhou durante 7 anos na empresa Siemens onde participou de projetos em diferentes países.