A ciência dos dados é um conceito que não tem um fim em si próprio, pois deve sempre servir aos objetivos administrativos da empresa. Seu papel é otimizar os processos de tomadas de decisões em áreas como operações, vendas, produção e operação. Assim, a qualidade dos dados deve focar sempre na realização dos objetivos estratégicos específicos de cada companhia e seus setores.

Então, a primeira coisa que você precisa saber é se as informações fornecidas pela ciência dos dados estão cumprindo esse fim. Para isso, questione-se: sua gestão está cada vez mais eficiente? Há um aumento nas vendas? Os resultados esperados pelo Planejamento Estratégico têm sido alcançados? Caso as respostas sejam negativas, é hora de avaliar se sua estratégia está dando certo.

Quer descobrir como fazer esse diagnóstico e melhorar sua qualidade? Então, acompanhe nosso post!

Qual é a definição de qualidade dos dados?
De forma simples, a qualidade dos dados representa um conjunto de variáveis qualitativas e quantitativas que são úteis para verificar se as informações estão auxiliando um negócio em seus objetivos corporativos. Como explicamos, trata-se de ferramentas para concretizar o plano estratégico da sua empresa.

Ao contrário do que muitos pensam, não há nada na natureza de um dado que indica se ele é bom ou não. Alguns podem ser ótimos para determinado objetivo, mas péssimos para outros. Então, para avaliar a qualidade, é preciso analisar se eles estão:

auxiliando nos processos de tomadas de decisões, para que sejam mais precisas;
otimizando constantemente as operações, com informações sobre performance, desempenho e produtividade;
melhorando o planejamento empresarial, com análises de cenário e projeções para o futuro etc.
De que forma saber se seus dados têm boa qualidade?
Além disso, há outro critério muito importante para certificar a qualidade de um dado: observando se ele realmente está refletindo a realidade. Perceba se suas ferramentas detectam um desaquecimento no mercado que de fato está acontecendo, por exemplo.

Imagine o seguinte cenário: com base nesses dados, você acaba tomando a decisão de reduzir sua produção. Algum tempo depois, os números da economia ou do setor mostram que na verdade houve crescimento. Isso significa que você perdeu uma oportunidade.

Sim, podem ocorrem falhas ocasionalmente. Mas, se sua ferramenta faz previsões e análises ruins com frequência, provavelmente os dados que você está inserindo não têm uma boa qualidade.

Outra forma de perceber que as informações não trazem uma qualidade adequada é notando a estagnação ou piora dos indicadores de desempenho do seu negócio. Apesar de seus esforços em melhorar as tomadas de decisões e operações, por exemplo, ainda há queda na produtividade, redução das vendas, aumento de custos etc.

Como melhorar a qualidade dos dados?
Melhorar a qualidade dos dados não é uma tarefa fácil, portanto sua empresa precisa estabelecer processos bem definidos para que isso ocorra. Veja algumas sugestões abaixo.

Faça uma boa coleta
Primeiramente, você deve saber quais são as informações que precisa obter para elaborar suas estratégias empresariais. Seu objetivo é saber a demanda por um produto para uma campanha de marketing, a produtividade de suas equipes ou o desempenho de um processo?

Depois disso, é fundamental escolher a fonte adequada. Trata-se de interações em redes sociais? Volume de buscas no Google? Transações realizadas no e-commerce? Ou o banco de dados do seu ERP?

Tenha uma política de gestão e governança dos dados
Com uma série de processos sistematizados, seus colaboradores podem saber quais são as ações necessárias para manter a qualidade dos dados em cada tarefa. Então, crie uma política com a documentação de todos os fluxos de trabalho e critérios de aceitação de entradas ou acessibilidade etc.

Como vimos, a qualidade dos dados realmente importa e é essencial para que os negócios realizem seus objetivos. Portanto, sua empresa precisa investir nas ferramentas certas, em uma consultoria de TI adequada e no acompanhamento das estratégias.

E aí, ficou com alguma dúvida? Não deixe de comentar em nosso post!

Leandro Guimarães
Leandro Guimarães é o fundador da Know Solutions e trabalha com Business Intelligence desde 2009. Possui amplo conhecimento em Modelagem Dimensional, Data Warehouse e na plataforma Pentaho.

Foi aluno de Ralph Kimball, maior referência mundial no assunto, no curso de Modelagem Dimensional realizado pela Kimball University, em Estocolmo – Suécia.

Já ministrou diversas palestras sobre o tema e atualmente mantêm o blog da Know Solutions, com referências sobre Business Intelligence.

Pós Graduado em Gestão de Projetos de Software pela PUC – Paraná. Trabalhou durante 7 anos na empresa Siemens onde participou de projetos em diferentes países.