Desde maio de 2018, praticamente todos os usuários da internet começaram a receber e-mail comunicando a alteração das regras de segurança e proteção de dados de várias empresas online e sites em geral. Microsoft, Facebook, Spotify, Apple e WhatsApp são algumas das organizações que têm notificado seus usuários acerca da atualização de sua política de privacidade.

Esse movimento se deu pela doação pela União Europeia da GDPR data protection, um rigoroso conjunto de regras que se aplicam aos países do bloco, mas que têm impacto sobre o mundo inteiro.

A sigla GDPR significa General Data Protection Regulation (ou, traduzindo para o português, Regulamento Geral de Proteção de Dados) e refere-se à atualização de outra lei de privacidade da União Europeia, a Data Protection Directive (em português, algo como Conduta de Proteção de Dados).

As empresas que não estiverem em conformidade com a nova legislação podem pagar multas que variam entre 2% e 4% de faturamento anual. A seguir, veja o que muda com a GDPR e como ela afeta pessoas e empresas. Confira!

O que muda com a GDPR data protection?

Essa nova versão foi concebida com o objetivo de lidar com a nova realidade da web, com redes sociais, dados na nuvem e compartilhamento de informações de clientes entre empresas.

A ideia é que as pessoas possam saber que tipo de tratamento é dado às informações coletadas pelos sites, inclusive aquelas resultantes da análise do seu histórico de acessos a sites da web. Nesse sentido, a lei considera o uso de cookies pelas páginas tão relevante quanto o preenchimento de um cadastro.

Agora, o usuário tem mais poder para definir quais dados poderão ser acessados e optar em não compartilhar informações, quando não estiver convencido da correta utilização ou da necessidade de entregá-las.

A nova lei também contempla a possibilidade de o usuário solicitar que tudo relacionado a ele seja apagado de um determinado banco de dados. Essa demanda pode ser feita, inclusive, por brasileiros que queiram seus dados deletados dos arquivos de alguma empresa de atuação global.

Como ela afeta pessoas e empresas?

Além de permitir que o usuário tenha poder de escolha sobre a captação, o tratamento e o uso de seus dados, a GDPR data protection vai ter uma série de outras consequências sobre o relacionamento de pessoas e empresas. Entre elas, destacamos:

  • A possibilidade de o usuário solicitar cópia ou, se desejar, fazer a migração dos dados coletados para outros serviços;
  • A obrigatoriedade do emprego de linguagem clara e de postura transparente por parte dos sites, para que as pessoas possam compreender as orientações relacionadas aos dados, principalmente no tocante à privacidade;
  • Se houver vazamento ou os dados forem acessados por pessoas não autorizadas, as empresas têm, no máximo, 72 horas para notificar as autoridades;
  • Todos os novos sites devem, desde seus projetos, prever a necessidade de proteção da privacidade dos dados;
  • É recomendado às empresas, sempre que possível, ocultar a identidade dos usuários ou adotar pseudônimos que protejam o acesso a informações sensíveis, tornando-as acessíveis apenas mediante a conferência de outros dados.

Neste post, explicamos o que é a GDPR data protection e como essa nova lei europeia vai impactar a vida dos usuários, empresas e sites na internet.

Se você gostou deste conteúdo e quer saber mais sobre como a tecnologia influencia a sua vida, siga a gente nas redes sociais. Estamos no Facebook, no Linkedin e no Google+!

Leandro Guimarães
Leandro Guimarães é o fundador da Know Solutions e trabalha com Business Intelligence desde 2009. Possui amplo conhecimento em Modelagem Dimensional, Data Warehouse e na plataforma Pentaho.

Foi aluno de Ralph Kimball, maior referência mundial no assunto, no curso de Modelagem Dimensional realizado pela Kimball University, em Estocolmo – Suécia.

Já ministrou diversas palestras sobre o tema e atualmente mantêm o blog da Know Solutions, com referências sobre Business Intelligence.

Pós Graduado em Gestão de Projetos de Software pela PUC – Paraná. Trabalhou durante 7 anos na empresa Siemens onde participou de projetos em diferentes países.