A governança de dados tem se tornado cada vez mais importante em uma organização, e não só no setor de TI. Isso se explica pelo alto nível de organização e agilidade nos processos que a ferramenta garante para o negócio como um todo.

Mas fica ainda melhor: o Business Intelligence também pode ser integrado a esse gerenciamento, potencializando a tomada de decisões por meio de ferramentas que promovam análise e sistematização das informações. Então, vamos conhecer mais sobre essa gestão de dados e a possibilidade de combiná-la ao BI? Continue lendo e confira!

Como funciona a governança de dados?

Basicamente, trata-se da condução de processos, tecnologias e colaboradores de modo a estruturar todos os ativos de informação dentro de uma empresa. Esse tipo de gerenciamento inclui manuais de conduta e códigos próprios, compartilhados dentro da organização.

Hoje, a importância de realizar uma governança de dados eficiente está no fato de que ela torna muito mais seguro o processo decisório de um negócio, melhorando sua eficiência operacional, produtividade e rentabilidade.

De que forma essa governança ajuda a empresa?

Bom, para trabalhar apropriadamente a ampla quantidade de dados produzida pelas empresas, e ainda conseguir uma boa produtividade, é preciso implementar uma estrutura de governança. Isso é o que garantirá possibilidades de escalabilidade e crescimento, além de agilizar os processos da organização como um todo.

Vale dizer, no entanto, que ter grandes volumes de dados a serem trabalhados por ferramentas tecnológicas não é suficiente para gerar uma vantagem competitiva. O diferencial aqui está em analisar essas informações de modo otimizado, graças às práticas conduzidas pela governança e uma infraestrutura que facilite a extração de dados realmente valiosos ao negócio.

Para desenvolver esse tipo de iniciativa, portanto, é fundamental incorporar soluções de armazenamento de dados. Isso porque, ao contrário de outros tipos de ativos — que podem perder valor com o tempo — os dados são perenes, e guardam informações diretamente relacionadas ao próprio histórico da companhia.

Como ela pode ser otimizada com o BI?

Como mencionamos, a gestão de dados é essencial para organizar toda a sua estrutura tecnológica e alinhá-la de forma integral ao seu negócio. E a boa notícia é que implantar uma solução de BI vai incrementar ainda mais esse gerenciamento. Isso porque o Business Intelligence automatiza a captura de dados, e essa conciliação gera impactos positivos em seu negócio. É possível, assim, agilizar a integração com ferramentas amplamente utilizadas nas empresas, como os sistemas integrados de gestão (ERP).

Atualmente, as companhias aliam essa Inteligência de Negócio à mineração de dados e à extração de informações. Dessa forma, varejistas podem adotar ferramentas para melhorar o controle de estoque, e empresas diversas podem coletar conhecimento até mesmo nas redes sociais, elaborando estratégias sofisticadas de marketing.

Essas soluções seguem um modelo de governança que facilitam o processo de Business Intelligence dentro da empresa. O serviço de customização Pentaho, por exemplo — uma ferramenta Open Source de Business Intelligence, de código aberto — pode ser integrada a tecnologias como CRMS, ERPs e softwares financeiros, ou até ser operado em conjunto com soluções clássicas, como o Excel.

Enfim, percebeu como combinar a governança de dados ao BI agrega agilidade e segurança, otimiza a capacidade de solucionar problemas e ainda confere maior autonomia ao seu negócio? Sem dúvida, com essas duas soluções será bem mais fácil extrair informações relevantes e se tornar referência no mercado!

Agora, se você gostou do conteúdo e quer saber ainda mais sobre o Business Intelligence, aproveite a visita e leia também sobre o BI como diferencial competitivo!

Leandro Guimarães
Leandro Guimarães é o fundador da Know Solutions e trabalha com Business Intelligence desde 2009. Possui amplo conhecimento em Modelagem Dimensional, Data Warehouse e na plataforma Pentaho.

Foi aluno de Ralph Kimball, maior referência mundial no assunto, no curso de Modelagem Dimensional realizado pela Kimball University, em Estocolmo – Suécia.

Já ministrou diversas palestras sobre o tema e atualmente mantêm o blog da Know Solutions, com referências sobre Business Intelligence.

Pós Graduado em Gestão de Projetos de Software pela PUC – Paraná. Trabalhou durante 7 anos na empresa Siemens onde participou de projetos em diferentes países.