Graças ao emprego das ferramentas de Big Data e Business Intelligence (BI), o uso de dados para reduzir custos tem se tornado cada vez mais comum nas empresas. O motivo é simples: essas tecnologias são capazes de processar grandes volumes de informação, trazendo novos insights e contribuindo para previsões mais acertadas.

Como consequência, ajudam os gestores a tomarem decisões com maior embasamento. A questão, diante disso, é que a utilização de dados para reduzir custos gera como “subproduto” uma melhoria geral no que se refere aos processos da empresa.

Como? Proporcionando uma visão mais profunda em relação ao modo como são executados. Sem esse grau de entendimento, a otimização do negócio não será nada fácil. A seguir, mostraremos algumas das principais formas de utilizar dados para reduzir os custos operacionais. Aproveite!

Medição de resultados

A medição dos resultados é o que permite cruzar informações de diversas fontes, o que é importante para a descoberta do que está realmente funcionando ou não.

Para demonstrar uma das áreas em que a redução de custos é promovida pela análise dos dados, pegaremos como exemplo as campanhas de marketing que usam as soluções de Big Data e Business Analytics, você saberá quais são as ações com melhor retorno sobre o investimento (ROI).

Do mesmo modo, conhecerá quais são aquelas em que o seu dinheiro está sendo desperdiçado. Assim, direcionará os seus esforços de uma forma que não gere apenas economia, mas que também otimize os resultados.

Projeções e análises preditivas

Quando observado em termos de futuro, o uso de dados é de grande ajuda para as projeções e análises preditivas. Isso é fundamental para identificar, por exemplo, as possíveis dificuldades que podem surgir adiante.

Com uma visão clara dos desafios, é possível antecipar as estratégias que seriam necessárias para se ajustar a eles. Tratando-se de uma provável mudança de mercado não planejada, essa antecipação tende a fazer com que os custos sejam repensados. Na prática, direciona melhor os gastos, garantindo um fôlego maior para o futuro.

Estabelecimento de metas

Estabelecer as metas é muito mais fácil quando são analisados os dados do negócio. Tendo como base números precisos, os gestores responsáveis pela definição dos objetivos e cronogramas de trabalho alcançarão resultados mais eficazes e realistas. Isso evita que esforços e dinheiro sejam gastos com ferramentas ou decisões equivocadas. Além disso, mostra quais são os melhores caminhos para a consecução das metas.

Gestão de estoque

Outra vantagem do Big Data e do Business Intelligence que promove o uso de dados para reduzir custos é relacionado à gestão de estoque. Nessa linha, ambas as aplicações possibilitam identificar e eliminar os produtos em que as demandas não existem mais.

O excesso de mercadorias em estoque e as compras malfeitas nada mais são do que uma dura representação de dinheiro parado, o que não é interessante para nenhuma empresa. Para concluir, cabe salientar que a análise dos dados deve ser realizada de forma estratégia. Caso contrário, os benefícios que esperam ser obtidos ficarão um tanto mais longe.

O que achou deste artigo? Gostou? Então conheça as 4 principais tendência em ciência de dados.

Leandro Guimarães
Leandro Guimarães
Leandro Guimarães é o fundador da Know Solutions e trabalha com Business Intelligence desde 2009. Possui amplo conhecimento em Modelagem Dimensional, Data Warehouse e na plataforma Pentaho.

Foi aluno de Ralph Kimball, maior referência mundial no assunto, no curso de Modelagem Dimensional realizado pela Kimball University, em Estocolmo – Suécia.

Já ministrou diversas palestras sobre o tema e atualmente mantêm o blog da Know Solutions, com referências sobre Business Intelligence.

Pós Graduado em Gestão de Projetos de Software pela PUC – Paraná. Trabalhou durante 7 anos na empresa Siemens onde participou de projetos em diferentes países.