Você já ouviu falar em Data Discovery? As rotinas de análise de dados mudaram a forma como empresas tomam decisões. Elas deixaram de contar com a intuição dos profissionais e, agora, são voltadas para a identificação de padrões e tendências.

Nesse contexto, utilizar o Data Discovery deve ser visto como algo estratégico, até mesmo para quem adota o BI no seu dia a dia. A verificação de informações será mais rápida. Ao mesmo tempo, a empresa poderá tomar decisões considerando fatores muito mais amplos.

Quer saber como isso afeta a sua empresa? Então confira o post a seguir!

O que é Data Discovery?

O Data Discovery é um processo utilizado para filtrar e otimizar a coleta de dados para análise corporativa. Essa abordagem permite a detecção ágil de padrões e ruídos no meio de um grande número de dados. Assim, rotinas como as de Business Intelligence e Big Data se tornam mais eficazes.

Rotinas de Data Discovery são voltadas para agregar valor às informações e, com isso, auxiliar no processo de tomada de decisões. Ele é dividido, em geral, em três partes:

  • a preparação dos dados;
  • a análise visual dos registros e padrões;
  • a análise guiada avançada.

Como esse processo se relaciona com o BI?

O Business Intelligence é muito utilizado por empresas para otimizar o seu funcionamento. Adotar o BI no ambiente corporativo permite identificar, com precisão, pontos que possam ser otimizados. Ao mesmo tempo, garante que a empresa tenha como avaliar o resultado das suas estratégias e, com isso, evite riscos desnecessários.

A vinculação do Data Discovery nos processos de BI deve ser vista como uma ótima forma de garantir que os processos serão mais efetivos. Esse caminho facilitará a integração de dados internos e externos. Ou seja, ampliará a abrangência das rotinas de análise de informações.

Como consequência, todas as decisões serão mais precisas e capazes de guiar o negócio ao futuro desejado. A empresa poderá, com isso, reduzir custos e otimizar resultados. Afinal de contas, os registros serão trabalhados de um modo mais inteligente e pautado por questões mais amplas.

Como adotar o Data Discovery na sua empresa?

Adotar o Data Discovery, especialmente nos ambientes em que a análise de dados já está presente, é um desafio fácil de ser vencido. Basta que o negócio tenha um bom planejamento para validar os requisitos e conseguir otimizar os processos internos. Entre os passos que devem ser tomados, podemos apontar:

  • saber quais são os objetivos da empresa;
  • identificar quais são as dores internas dos profissionais;
  • avaliar que recursos podem ser utilizados nas rotinas de análise de dados;
  • criar indicadores e alinhar objetivos;
  • sempre revisar as atividades;
  • contar com o apoio de um especialista em soluções de análise de dados.

Rotinas de análise de dados estão ganhando grande importância no ambiente corporativo. Elas facilitam a busca por decisões mais robustas e alinhadas com os objetivos do negócio. Afinal, todos os profissionais conseguirão validar os seus projetos com base em registros mais precisos e menos intuição.

Nesse contexto, adotar o Data Discovery pode ser visto com uma grande alternativa para a empresa. Isso dará uma nova vida para as rotinas de BI, ampliando o escopo das avaliações realizadas. Por isso não deixe de investir no apoio de um especialista e garantir que essa estratégia seja implementada com base nas melhores práticas do mercado!

Quer saber mais sobre como um parceiro especializado pode te ajudar nos processos de análise de dados? Então, confira nossas soluções e veja qual mais se encaixa para sua empresa.

Leandro Guimarães
Leandro Guimarães é o fundador da Know Solutions e trabalha com Business Intelligence desde 2009. Possui amplo conhecimento em Modelagem Dimensional, Data Warehouse e na plataforma Pentaho.

Foi aluno de Ralph Kimball, maior referência mundial no assunto, no curso de Modelagem Dimensional realizado pela Kimball University, em Estocolmo – Suécia.

Já ministrou diversas palestras sobre o tema e atualmente mantêm o blog da Know Solutions, com referências sobre Business Intelligence.

Pós Graduado em Gestão de Projetos de Software pela PUC – Paraná. Trabalhou durante 7 anos na empresa Siemens onde participou de projetos em diferentes países.