Não é raro encontrar algum texto no qual o autor utiliza os termos “dado” e “informação” como sinônimos. Esse tipo de associação pode até ser feita em muitos dicionários, mas no contexto de tecnologia não é tão simples assim.

Os dados têm sido cada vez mais utilizados nas empresas, já que a tecnologia tem se tornado onipresente em companhias de diversos ramos de atuação. Assim, com os computadores constantemente conectados à internet, esses elementos são gerados em grande quantidade.

Para esclarecer qual a diferença entre dado e informação, e ainda explicar melhor a utilização de ambos na produção de conhecimento relevante para o negócio, preparamos um post especial. Acompanhe conosco!

O que é dado?
São elementos que constituem a matéria-prima da informação. Podemos defini-los, também, como conhecimento bruto, ainda não devidamente tratado para prover insights para uma organização. Assim, os dados representam um ou mais significados que, de forma isolada, não conseguem ainda transmitir uma mensagem clara.

Uma empresa que esteja realizando uma pesquisa de mercado pode solicitar o trabalho de cientistas de dados e profissionais de Business Intelligence para delinear suas estratégias. Esses profissionais realizarão a coleta por meio do histórico digital da companhia contratante e pelo monitoramento dos consumidores nas redes sociais, por exemplo.

Esse trabalho não se resume às estratégias comerciais. O Big Data e ferramentas de Machine Learning são utilizados até mesmo em investigações policiais, por meio da coleta de depoimentos, análise de pistas e qualquer outro tipo de dado que possa ser útil. Contudo, esses elementos precisam ser devidamente tratados para produzir conhecimento que possa ser utilizado de forma prática.

O que é informação?
As informações são os dados devidamente tratados e analisados, produzindo conhecimento relevante. Ao contrário dos elementos brutos do tópico anterior, elas têm significados práticos e podem ser utilizadas para reforçar o processo de tomada de decisão.

No exemplo que mencionamos da pesquisa de mercado, os analistas e cientistas de dados utilizam todas as fontes de informação, como as operações financeiras, registros de compras e monitoramento das redes sociais, para cruzar padrões e estabelecer tendências de consumo.

Do mesmo, ao ser empregado em áreas como a saúde e a segurança pública, o cruzamento de dados é utilizado para estabelecer informações precisas, como horários mais propícios à prática de crimes, além de contribuir para um amplo catálogo para reconhecer suspeitos.

A produção de informações relevantes é essencial para os negócios, já que será possível delinear estratégias precisas, considerando o comportamento do público-alvo. Os gestores passam a conhecer seus hábitos de consumo e o que essas pessoas consideram antes de fechar uma compra.

Como realizar a gestão adequada de ambos os elementos?
Um conjunto robusto de dados, por si só, não traz necessariamente resultados positivos, demandando uma análise direcionada e racional. A gestão adequada é a verdadeira responsável pela conversão do que foi coletado em informações.

Essas ferramentas de gestão ajudarão os administradores a organizar os dados, seguindo um padrão de operações destinados a identificar tendências de consumo e explorar oportunidades sazonais, por exemplo. Esse trabalho resulta em informações valiosas para os responsáveis pelo desenvolvimento de novas soluções de negócios.

Nesse sentido, tanto o Big Data como as soluções de BI fornecerão conhecimento valioso para incrementar todo o processo decisório. Eles ajudarão no desenvolvimento de metas e estratégias com a produção de insights e informações úteis.

Agora que você conhece qual a diferença entre dado e informação, já pode buscar os seus próprios meios de incrementar as suas estratégias. Isso pode ser feito por meio de parcerias com profissionais especializados no assunto.

Você quer conhecer os principais obstáculos que impedem um gerenciamento adequado do conteúdo que é produzido? Então, leia agora mesmo o nosso post sobre os principais erros na gestão de dados!

Leandro Guimarães
Leandro Guimarães é o fundador da Know Solutions e trabalha com Business Intelligence desde 2009. Possui amplo conhecimento em Modelagem Dimensional, Data Warehouse e na plataforma Pentaho.

Foi aluno de Ralph Kimball, maior referência mundial no assunto, no curso de Modelagem Dimensional realizado pela Kimball University, em Estocolmo – Suécia.

Já ministrou diversas palestras sobre o tema e atualmente mantêm o blog da Know Solutions, com referências sobre Business Intelligence.

Pós Graduado em Gestão de Projetos de Software pela PUC – Paraná. Trabalhou durante 7 anos na empresa Siemens onde participou de projetos em diferentes países.