A gestão com base nos dados usa diversas ferramentas que permitam a visualização de diversos aspectos da empresa, no sentido de ter referências claras e permitir uma decisão mais acertada. Um desses recursos é o gráfico de dispersão, muito usado em estratégias de Business Intelligence para entender a relação entre acontecimento e consequência.

Mas, você sabe o que é esse gráfico e como pode ser estruturado? Conheça mais sobre o recurso e sua aplicação dentro do BI!

O que é o gráfico de dispersão?

Um gráfico de dispersão é composto por dois eixos de valor, com dados numéricos nos eixos vertical e horizontal. Com a intersecção de pontos no valor numérico de cada um desses eixos, há a marcação de pontos de dados individuais que relacionam causa e efeito, e podem ser usados pelo BI para entender fatores ou realidades da empresa.

Quais são os tipos de gráficos de dispersão?

A correlação apresentada por um gráfico de dispersão pode ser de três tipos principais, sendo que o último possui duas classificações distintas. 

Positiva

Os pontos se unem em uma linha crescente, mostrando o aumento de uma variável por consequência do crescimento dos valores de um dos eixos. Um exemplo prático é o aumento da qualidade na produção como resposta aos treinamentos aplicados.

Negativa

Quando o gráfico apresenta uma linha decrescente, tendo a diminuição de uma variável como consequência de outra. Por exemplo, a queda na qualidade do clima organizacional aponta uma diminuição nos índices de produção da empresa.

Correlação perfeita

É identificada quando não há uma grande diferença entre os pontos, seja uma tendência positiva ou negativa. Nesses casos, pode ser:

  • Forte: dados com uma forte correlação apresentam menor dispersão dos pontos
  • Fraca: dados com uma correlação fraca indicam maior dispersão dos pontos.

Como obter o gráfico com ferramentas de BI?

O Business Intelligence é usado para entender os cenários da empresa, mostrando quais caminhos podem ser tomados para o alcance dos objetivos ou de resultados que sejam positivos para o negócio.

Quando falamos de gestão empresarial, muitas vezes fica difícil mensurar com exatidão os impactos de algumas mudanças. Afinal, essas alterações foram importantes para os resultados atuais?

É aí que o gráfico de dispersão pode ser usado. Identificando as variáveis de causa e efeito nos dois eixos do gráfico, é possível identificar as ocorrências e perceber como as decisões impactaram os aspectos que serão avaliados. A partir disso, os gestores definem se continuarão no mesmo caminho ou se adotarão uma nova abordagem.

Boas ferramentas de BI facilitam essa avaliação gerando o gráfico automaticamente com o uso de dados que já possui em seu repertório.

Para criar esse gráfico, é necessário informar à ferramenta os parâmetros, indicando como os valores devem ser agrupados. Também é importante indicar quais informações serão usadas nos eixos horizontal e vertical, para que haja a correlação dos dados necessários para a análise. A variável independente fica no eixo horizontal e a variável dependente no eixo vertical.

Ficou claro o que é o gráfico de dispersão e como ele pode ser usado para uma melhor gestão da empresa? Com o BI, é possível obter esses gráficos mais rapidamente e em tempo hábil para uma análise com a urgência que o mercado exige.

Quer ter essa ferramenta na sua empresa? Entre em contato conosco e conheça as nossas soluções de Business Intelligence!

Leandro Guimarães
Leandro Guimarães é o fundador da Know Solutions e trabalha com Business Intelligence desde 2009. Possui amplo conhecimento em Modelagem Dimensional, Data Warehouse e na plataforma Pentaho.

Foi aluno de Ralph Kimball, maior referência mundial no assunto, no curso de Modelagem Dimensional realizado pela Kimball University, em Estocolmo – Suécia.

Já ministrou diversas palestras sobre o tema e atualmente mantêm o blog da Know Solutions, com referências sobre Business Intelligence.

Pós Graduado em Gestão de Projetos de Software pela PUC – Paraná. Trabalhou durante 7 anos na empresa Siemens onde participou de projetos em diferentes países.