Com tantas licenças e burocracia envolvidas, pode ser difícil até mesmo para o gestor mais experiente diferenciar programas livres de um software open source. Por isso, neste post, vamos esclarecer as dúvidas e apresentar os benefícios da utilização das soluções de código aberto.

Com exemplares de peso, como o Linux e o VLC, fica difícil não querer saber mais sobre as vantagens que fazem do open source uma solução tão eficaz. Pensando nisso, preparamos este conteúdo especial. Boa leitura!

Maior customização

Primeiro, é necessário diferenciar duas categorias que são constantemente confundidas: softwares livres e open source. No primeiro tipo, a pessoa física ou jurídica recebe uma permissão de uso para modificar o código-fonte e as funcionalidades.

Desse modo, o usuário tem  liberdade para adaptar o programa às suas preferências e necessidades, adequando a ferramenta ao seu negócio ou ao seu próprio uso. Porém, essa solução digital não é completamente gratuita.

Já os softwares open source, também conhecidos como “programas de código aberto”, são a opção mais completa no que se refere à extensão da licença e utilização geral. Com essa solução, o usuário se livra dos gastos de locação, com amplo acesso ao código-fonte. A grande diferença é que esse sistema de código aberto permite ações de personalização mais rápidas.

Por fim, os softwares proprietários só permitem modificações em sua estrutura por empresas credenciadas ou pelos próprios criadores. Em algumas ocasiões, a demanda específica de mudança pode nem ser mesmo atendida, já que os fabricantes podem definir que aquela alteração foge do escopo do produto.

Isso não ocorre com os programas open source, já que é possível modificar e moldar o software de acordo suas preferências e necessidades específicas de negócio. Assim, torna-se mais fácil customizar o produto e consultar livremente o código-fonte, por exemplo.

Melhor desempenho

Além do nível diferenciado de customização que mencionamos, é possível, ainda, realizar melhorias pontuais na solução open source. Com o auxílio de profissionais de desempenho, é possível acrescentar funcionalidades extras.

Como se não bastasse, os softwares open source recebem mais atualizações em relação aos programas fechados. Isso se explica pelo fato de que a comunidade é bem mais ativa e engajada, sempre buscando meios de incrementar os programas.

Os programadores e empresas especializados estão sempre testando possibilidades de alterar o código-fonte para enriquecer ainda mais as possibilidades de utilização. Com essa união e trabalho em conjunto, as funcionalidades se multiplicam — já que elas beneficiarão a todos.

Redução de custos

Os softwares open source não operam com licença ou patente. Desse modo, há uma diminuição geral nos gastos da companhia, pois é possível repassar os custos normalmente atrelados à aquisição desses programas para outras áreas carentes da organização, expandindo as oportunidades de negócio.

Melhor possibilidade de suporte

Ao utilizar o open source, a empresa multiplica as suas possibilidades de suporte, já que, ao contrário dos softwares proprietários, a companhia não se torna dependente de um número limitado de organizações licenciadas.

É possível ampliar a lista de provedores de serviços e produtos, priorizando a escolha de acordo com as diretrizes do seu negócio.

Isenção de burocracia

Outro benefício importante é se livrar da enorme burocracia envolvida na aquisição e manutenção dos programas pagos. Empresas que compram os seus computadores em vez de montá-los, por exemplo, estão submetidas a ocorrências como a instalação de softwares piratas ou ferramentas com licenças expiradas.

Como exemplos de programas open source bem-sucedidos, podemos citar dois dos navegadores mais utilizados por empresas e usuários comuns: Mozilla Firefox e Google Chrome. O primeiro permite não só a visualização, mas também alterações em seu código-fonte.

Já o segundo, inclusive, deriva do Chromium, um projeto open source de larga escala da gigante do Vale do Silício. O sistema operacional Linux é outro open source reconhecido no mercado pela sua eficiência.

Percebeu como o software open source é uma solução digital adaptável a todos os tipos de negócio? Ele serve tanto para os colaboradores em treinamento como para os desenvolvedores mais experientes, que podem se aventurar na consulta direta ao código-fonte.

Gostou do conteúdo e quer ler outros posts como este? Então, nos siga nas redes sociais: estamos no Facebook e no LinkedIn!

Leandro Guimarães
Leandro Guimarães é o fundador da Know Solutions e trabalha com Business Intelligence desde 2009. Possui amplo conhecimento em Modelagem Dimensional, Data Warehouse e na plataforma Pentaho.

Foi aluno de Ralph Kimball, maior referência mundial no assunto, no curso de Modelagem Dimensional realizado pela Kimball University, em Estocolmo – Suécia.

Já ministrou diversas palestras sobre o tema e atualmente mantêm o blog da Know Solutions, com referências sobre Business Intelligence.

Pós Graduado em Gestão de Projetos de Software pela PUC – Paraná. Trabalhou durante 7 anos na empresa Siemens onde participou de projetos em diferentes países.