Você sabe o que é cultura data driven? Sabia que ela é uma das grandes responsáveis pelo enorme sucesso de empresas como a Netflix? Independentemente de suas respostas, este artigo foi elaborado para apresentar os principais pontos em relação ao assunto.

Para começar, vamos diretamente para o seu conceito. Resumidamente, a cultura data driven pode ser descrita como a prática de tomar decisões baseadas em dados, com evidência empírica e não em intuição, especulação ou hipóteses.

Em outras palavras, estamos nos referindo a um modelo de decisão cuja estratégia é guiada por informações reais. Dito isso, mostraremos a seguir de que formas ela pode ajudar o seu negócio. Continue a leitura e confira!

Compreensão das tendências do mercado

Ao adotar a cultura data driven, a organização acaba assumindo uma direção 100% voltada para o estudo e a análise das informações relativas ao seu negócio. Uma consequência positiva disso é compreensão das tendências do mercado.

O modo pelo qual elas são percebidas consiste na aplicação prática das ferramentas de Big Data e Business Intelligence. É dessa maneira que a Netflix lança séries e filmes que batem recordes de sucesso, um atrás do outro.

Superficialmente falando, ela consegue esse efeito por que sabe (por meio da análise de dados) quais são os tipos de conteúdo que cada perfil de usuário deseja assistir. Assim, toma decisões acertadas no que se refere não apenas ao que produzir, mas também a quem incluir como integrantes de suas produções.

Entendimento sobre as vontades e necessidades do cliente

Semelhante à compreensão das tendências do mercado está o entendimento sobre as vontades e necessidades do cliente. Por ser orientada por dados reais, a cultura data driven é excelente para identificação do hábitos e comportamentos do consumidor.

Ganho de competitividade no seu setor

A cultura data driven também ajuda a sua empresa a se tornar mais competitiva no seu setor. É fácil de entender o porquê, já que ao conhecer as tendências, as demandas e as particularidades do cliente, o ganho de competitividade é resultado natural.

É claro que para isso será necessário criar boas estratégias e ações. Porém, não se discute o fato de que uma orientação baseada em dados reais (e não em “achismos”) abre as portas para uma posição de maior destaque.

Melhora nas tomadas de decisão

O objetivo principal da cultura data driven é proporcionar aos gestores melhores tomadas de decisão. Apesar de ter como base a análise de informações, a empresa dificilmente conseguirá aproveitar todas as suas vantagens se não colocar os dados no centro do seu planejamento de negócio.

Do mesmo jeito que os clientes fazem pesquisas em diversos canais antes de efetuar uma compra, as companhias devem unificar suas expertises com os dados disponíveis para tomar decisões eficazes.

Por fim, é importante deixar claro que a implementação da cultura data driven no negócio não costuma trazer resultados de curto prazo, mas de médio e longo. Portanto, é preciso ter uma boa dose de paciência, pois o imediatismo é inimigo desse modelo.

Se quiser saber ainda mais, siga e acompanhe as nossas redes sociais. Estamos no Facebook e no LinkedIn!

Leandro Guimarães
Leandro Guimarães
Leandro Guimarães é o fundador da Know Solutions e trabalha com Business Intelligence desde 2009. Possui amplo conhecimento em Modelagem Dimensional, Data Warehouse e na plataforma Pentaho.

Foi aluno de Ralph Kimball, maior referência mundial no assunto, no curso de Modelagem Dimensional realizado pela Kimball University, em Estocolmo – Suécia.

Já ministrou diversas palestras sobre o tema e atualmente mantêm o blog da Know Solutions, com referências sobre Business Intelligence.

Pós Graduado em Gestão de Projetos de Software pela PUC – Paraná. Trabalhou durante 7 anos na empresa Siemens onde participou de projetos em diferentes países.